Raia

Raia

Pode ver mais fotos na galeria de fotos

 

Nome Raia
Data de Nascimento 14/04/2007
Nº de Registo LOP406007 (antes RI73979)
Microchip 958000003723649
Ascendência Pastor X Tucha-B  (clique aqui para ver o pedigree)
Cor Raiado com malhas brancas 
Altura ao Garrote 51 cm
Ninhadas Criadas B, D
Exame aos Olhos

(European College of Veterinary Ophtalmologists)

 

09/05/2013:

Persistent Pupillary Membrane (PPM) - Não afectado

Persistent Hyperpl. Tunica Vasculosa Lentis/Primary Vitreous (PHTVL/PHPV) - Não afectado

Cataract (congenital) - Não afectado

Hypoplasia-/Micropapilla - Não afectado

Collie Eye Anomaly (CEA) - Não afectado

Entropion/Truchasis - Não afectado

Ectropion/Macroblepharon - Não afectado

Distichiasis /Ectopic cilia - Não afectado

Corneal dystrophy -Não afectado

Cataract (non-congenital) - Não afectado

Lens luxation (primary) - Não afectado

Retinal degeneration (PRA) - Não afectado

Títulos -
Participação em Exposições

8ª Exposição Canina Internacional de Santarém - 02/12/2007 - juiz João Vieira Lisboa - Classe de Cachorros - Muito Bom 1º, Melhor Cachorro

1ª Exposição Canina Especializada de Raças Portuguesas de Loures - 04/10/2008 - juiz João Vieira Lisboa - Classe de Júniores - Excelente 1º

A Minha História

Sou especial desde o nascimento. Devido à distância que separa o Canil d'Alpetratínia da ilha Terceira, que não dá propriamente para se ir lá quando se quer, fui escolhida por fotografia, à nascença, para que não me cortassem a cauda. Como esta coisa das cores parece que é meio complicada, imaginam qual o espanto da Carla e do João Silvino quando me vão buscar ao aeroporto, quando tinha 2 meses de idade, e em vez da cachorrinha preta e branca que tinham visto, recebem uma cachorrinha bastante mais clara! Mas logo voltei a escurecer um pouco!

Adaptei-me muito bem à vida aqui na quinta. Como cresci no meio dos Serras da Estrela, a minha atitude parece assim meio distante, gosto de vigiar tudo à distância... mas não perco pitada do que se passa, em qualquer parte da quinta. Ninguém se mexe sem que eu acompanhe.

Claro que este ar distante é só aparência. Aqui há uns tempos, o João Silvino, a Carla e um amigo, resolveram fazer um grande passeio. A Carla levava a Lupiini, o nosso amigo André levava o meu irmão Risco, e o João Silvino levava-me a mim e ao Adágio. Bem, ao fim de cerca de 100 m, lá perceberam que eu gosto mesmo é da Carla, e só quero andar aos pés dela. Posso ter crescido com os dois, mas sei bem de quem os Barbados são a paixão!... 

E se já gostavam de mim antes, então desde que tive a minha ninhada não paro de receber elogios! :-) Não só porque os meus cachorrinhos são mesmo giros (também com a família que têm, nem seria de esperar outra coisa!), mas porque todos acham que eu sou uma mãe extraordinária. Porquê? Só porque gosto tanto de cachorros que além de tratar dos meus ainda dou uma ajuda à Sheila e à Serra da Estrela de Pêlo Curto Faia d'Alpetratínia com os seus filhos? Natural, não?!